Comparação de currículos de educação escolar em Astronomia entre Filipinas e Japão

Autores

  • Lieza Crisostomo Philippine Science High School.
  • Sachiyo Uenoyama Wakayama University.
  • Kanae Sagisaka Wakayama University.
  • Akihiko Tomita Wakayama University.

DOI:

https://doi.org/10.37156/RELEA/2020.29.087

Palavras-chave:

Currículo escolar, Comparação de currículo Filipinas - Japão.

Resumo

Como um estudo de caso para países em desenvolvimento com o objetivo de melhorar a educação escolar em ciências e Astronomia, comparamos os currículos de ciências escolares das Filipinas e do Japão. As Filipinas recentemente mudaram seu currículo nacional com o objetivo de fortalecer o ensino de ciências. O Japão, por outro lado, já possui um currículo nacional respeitável e continua sendo um dos países de destaque no ensino de ciências. Da mesma forma, o ensino superior e o ensino informal de Astronomia dos dois países foram revisados quanto a semelhanças e diferenças. Os Standards Curriculares Nacionais das Filipinas e do Japão e os livros científicos aprovados pelos governos foram usados na análise de suas respectivas competências em aprendizado de Astronomia. Os resultados mostram que os tópicos relacionados à Astronomia nos dois países são quase os mesmos, mas os estudantes filipinos têm mais tempo e exposição aos conceitos de Astronomia em comparação aos estudantes japoneses. Por outro lado, o Japão é rico em apresentações de pesquisas por parte de alunos no Ensino Médio. O Japão oferece mais oportunidades e facilidades aos estudantes que desejam seguir o ensino e a pesquisa em Astronomia. Parece que esses antecedentes são a base para um ambiente de pesquisa em Astronomia mais rico no Japão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-09-29

Como Citar

Crisostomo, L., Uenoyama, S., Sagisaka, K., & Tomita, A. (2020). Comparação de currículos de educação escolar em Astronomia entre Filipinas e Japão. Revista Latino-Americana De Educação Em Astronomia, (29), 87-102. https://doi.org/10.37156/RELEA/2020.29.087

Edição

Seção

Artigos