SOLTAR O GLOBO TERRESTRE

Autores

  • Alejandro Gangui IAFE/Conicet y Universidad de Buenos Aires, Argentina.

DOI:

https://doi.org/10.37156/RELEA/2014.17.067

Palavras-chave:

Modelos concretos, Didática, Astronomia, Empirismo, Globo terrestre paralelo.

Resumo

O globo terrestre paralelo é um antigo dispositivo, muito simples e criativo que, empregado de forma sistemática nas aulas de astronomia, converte-se em uma ferramenta didática de grande potencialidade. Orientado adequadamente de acordo com o meridiano local, esse instrumento permite acompanhar as sombras em qualquer região da Terra que esteja iluminada pelo Sol, além de oferecer uma visualização clara do terminadouro, a linha que divide o dia da noite em nosso planeta. Com o conhecimento das sombras, é possível estimar a latitude de uma localidade e inferir a hora solar local em qualquer lugar do hemisfério iluminado do planeta. Além disso, mediante o emprego do globo terrestre paralelo, pode-se compreender, de maneira simples, que existem regiões onde os objetos às vezes não projetam sombras e outras, pelo contrário, que às vezes se convertem em “países das sombras longas”. Neste trabalho, primeiramente, descrevemos o dispositivo, seus fundamentos básicos de construção e funcionamento. Na segunda parte, descrevemos em detalhes algumas atividades que facilitam seu emprego na aula e que temos desenvolvido em oficinas de formação docente em nosso grupo de pesquisa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2014-07-01

Como Citar

Gangui, A. (2014). SOLTAR O GLOBO TERRESTRE. Revista Latino-Americana De Educação Em Astronomia, (17), 67–90. https://doi.org/10.37156/RELEA/2014.17.067

Edição

Seção

Artigos