O ENTENDIMENTO DE CONCEITOS DE ASTRONOMIA POR ALUNOS DA EDUCAÇÃO BÁSICA: O CASO DE UMA ESCOLA PÚBLICA BRASILEIRA

Autores

  • Daniel Iria Machado Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) / Campus de Foz do Iguaçu.
  • Carlos dos Santos Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) / Campus de Foz do Iguaçu.

DOI:

https://doi.org/10.37156/RELEA/2011.11.007

Palavras-chave:

ensino de Astronomia, concepções alternativas.

Resumo

Apresentam-se os resultados de uma investigação sobre a compreensão de conceitos astronômicos básicos, da qual participaram 561 estudantes da quinta série do Ensino Fundamental ao terceiro ano do Ensino Médio de uma escola pública da cidade de Foz do Iguaçu. Um teste com 20 questões de múltipla escolha foi aplicado para identificar as concepções mais comuns expressadas pelos alunos. Esse instrumento de coleta de dados foi elaborado com base na literatura sobre concepções alternativas e abordou os seguintes temas: o ciclo dia-noite; os fusos horários; as estações do ano; as fases da Lua; o movimento da Lua; o movimento aparente do Sol na esfera celeste; os eclipses; as dimensões e distâncias no Universo; o brilho das estrelas e sua observação da Terra. Embora se tenha verificado um pequeno progresso na proporção de respostas cientificamente aceitáveis ao se cotejar a oitava série do Ensino Fundamental com a quinta, e a terceira série do Ensino Médio com a primeira, houve o predomínio de concepções alternativas em relação à maior parte dos temas explorados, as quais persistiram até o último ano da Educação Básica. A comparação com dados encontrados em investigações realizadas em outros contextos socioculturais revelaram, em muitos aspectos, noções e dificuldades similares manifestadas pelos estudantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-07-01

Como Citar

Machado, D. I., & Santos, C. dos. (2011). O ENTENDIMENTO DE CONCEITOS DE ASTRONOMIA POR ALUNOS DA EDUCAÇÃO BÁSICA: O CASO DE UMA ESCOLA PÚBLICA BRASILEIRA. Revista Latino-Americana De Educação Em Astronomia, (11), 7–29. https://doi.org/10.37156/RELEA/2011.11.007

Edição

Seção

Artigos