A ASTRONOMIA COMO DISCIPLINA OBRIGATÓRIA NOS CURRÍCULOS DE LICENCIATURA EM FÍSICA DA REGIÃO SUL DO BRASIL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.37156/RELEA/2021.32.027

Palavras-chave:

Disciplina de Astronomia, Ensino de Astronomia, Formação Inicial Docente em Física.

Resumo

Apresentamos neste trabalho os resultados de uma pesquisa que buscou mapear a disciplina de Astronomia nos cursos de Licenciatura em Física do sul do Brasil. Como fonte de dados, investigamos os cursos participantes do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE) de 2017, e consultamos os Projetos Pedagógicos desses Cursos. Analisando sua matriz curricular e verificando o que a literatura já apontara, encontramos uma evolução da quantidade dos cursos que possuem a disciplina de Astronomia, porém ainda cerca da metade dessas disciplinas são ofertadas como componentes curriculares eletivas. Elencamos ainda os conteúdos mais trabalhados nessas disciplinas e discutimos algumas possibilidades de articulação em sala de aula, argumentando que a Astronomia deveria estar mais presente no currículo formativo do professor de Física.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-02-10

Como Citar

Gorges Neto, L. ., & Arthury, L. H. M. (2022). A ASTRONOMIA COMO DISCIPLINA OBRIGATÓRIA NOS CURRÍCULOS DE LICENCIATURA EM FÍSICA DA REGIÃO SUL DO BRASIL. Revista Latino-Americana De Educação Em Astronomia, (32), 27–42. https://doi.org/10.37156/RELEA/2021.32.027

Edição

Seção

Artigos