PROPOSTA DIDÁTICA PARA O ENSINO DE CONFIGURAÇÕES PLANETÁRIAS EM SALA DE AULA

Autores

  • Hualan Patrício Pacheco Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia

DOI:

https://doi.org/10.37156/RELEA/2019.27.093

Palavras-chave:

Proposta Didática, Configurações planetárias, Leis de Kepler.

Resumo

O estudo das configurações planetárias é elucidativo sobre aspectos importantes dos movimentos relativos entre astros e também sobre a demonstração da validade de leis fundamentais da Astronomia. As Leis de Kepler, que tratam de órbitas planetárias, razões harmônicas e das relações entre velocidades e áreas, podem ser postas à prova através do estudo das posições relativas entre os planetas inferiores e superiores e a Terra. Apresentamos uma proposta didática para o ensino dos conceitos de configurações planetárias inferiores e superiores em sala de aula permitindo a extração de dados e conclusões sobre o Sistema Solar. Aqui temos como base as aproximações de órbitas circulares e relações de proporção comumente utilizadas na descrição das dimensões planetárias. Um exemplo do êxito alcançado é a medição do ângulo de elongação que apresentou valores que concordam com os dados reais, através de modelos simples foi possível obter dados concretos com materiais que tem baixo custo, possibilitando o aprendizado ativo e significativo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-07-15

Como Citar

Pacheco, H. P. (2019). PROPOSTA DIDÁTICA PARA O ENSINO DE CONFIGURAÇÕES PLANETÁRIAS EM SALA DE AULA. Revista Latino-Americana De Educação Em Astronomia, (27), 93–108. https://doi.org/10.37156/RELEA/2019.27.093

Edição

Seção

Artigos