O PLANETÁRIO COMO AMBIENTE NÃO FORMAL PARA O ENSINO SOBRE O SISTEMA SOLAR

Gabrielle de Oliveira Almeida, Mateus Henrique Rufini Zanitti, Cintia Luana de Carvalho, Edson Wander Dias, Alessandro Damasio Trani Gomes, Fernando Otávio Coelho

Resumo


Este trabalho apresenta os resultados de uma atividade de educação não formal, desenvolvida no planetário de uma Instituição de Ensino Superior, da qual participaram trinta e três alunos do Ensino Médio de uma Escola Estadual de um município próximo a São João del-Rei, Minas Gerais. A pesquisa buscou explorar um dos recursos educacionais do planetário como ambiente para o ensino sobre os astros do Sistema Solar. A atividade consistiu de uma sessão de cúpula em que houve a exibição de um filme sobre o Sistema Solar. Um mesmo questionário foi aplicado antes e após a atividade. Os resultados foram comparados por meio de testes estatísticos, apontando para uma diferença estatisticamente significativa das médias do pré e do pós-teste. São discutidas as potencialidades dos planetários como ambiente para a promoção da educação não formal e sua interface com a escola básica, visando suprir a demanda do ensino de Astronomia.


Palavras-chave


Astronomia; planetário; Educação não formal.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.37156/RELEA/2017.23.067

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1806-7573

Creative Commons License 
Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons.
Indexado em: