O CASO PLUTÃO E A NATUREZA DA CIÊNCIA

Vanessa Nóbrega de Albuquerque, Cristina Leite

Resumo


Em 2006, Plutão, que até então era definido como “planeta”, teve sua classificação alterada para a nomenclatura “planeta anão”. Na época, esta mudança teve grande repercussão na mídia. Plutão voltou a ser notícia com a chegada da sonda New Horizons a Plutão em julho de 2015. Considerando que o entendimento sobre a complexidade que envolve a definição dos corpos celestes poderia auxiliar a percepção da ciência como empreendimento histórico, social, coletivo, não linear e não neutro, apresenta-se um levantamento histórico dos episódios que envolveram as várias definições de planeta, comentando as primeiras observações do céu realizadas por nossos antepassados, até chegar às resoluções que estabeleceram quais seriam os atributos de um “planeta”, definidas na 26ª Assembleia Geral da União Astronômica Internacional, reunião na qual decidiu-se pela reclassificação de Plutão. De modo a contribuir com subsídios para que se realizem discussões sobre a natureza da ciência, mediadas por temas da Astronomia, explicita-se quais características desse saber ficam evidentes ao estudar os episódios mencionados.


Palavras-chave


Natureza da Ciência; Plutão; Astronomia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.37156/RELEA/2016.21.031

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1806-7573

Creative Commons License 
Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons.
Indexado em: