NOVOS PARÂMETROS CURRICULARES PARA ASTRONOMIA NOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

Sharon P. Schleigh, Stephanie J. Slater, Timothy F. Slater, Debra J. Stork

Resumo


Há um grande interesse em restringir a ampla gama e vasto domínio dos possíveis temas que poderiam ser ensinados sobre astronomia em uma estrutura gerenciável. Embora não haja nenhum currículo nacional obrigatório nos Estados Unidos, uma análise dos três esforços nacionais recentes para criar uma sequência apropriada de conceitos de astronomia por idade para serem ensinados nas escolas primárias e secundárias revela uma considerável falta de consenso a respeito de quais conceitos são mais apropriados para cada idade e quais tópicos devem ser cobertos. O esquema de padronização mais recente para a educação científica dos EUA, o Next Generation Science Standards (Padrões em Ciência: Nova Geração), sugere que a maioria dos conceitos de astronomia devem ser ensinados apenas nos últimos anos de educação do aluno; e no entanto  foi recebido com críticas consideráveis. Uma comparação dos esquemas de aprendizagem da astronomia nos Estados Unidos e uma breve discussão das críticas levantadas podem proporcionar aos educadores de astronomia internacionais dados de comparação na formulação de recomendações em suas próprias regiões.

Palavras-chave


Pesquisa em educação em astronomia; Didática do ensino; United States Next Generation Science Standards.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.37156/RELEA/2015.20.131

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1806-7573

Creative Commons License 
Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons.
Indexado em: