ASTRONOMIA CULTURAL NOS ENSINOS FUNDAMENTAL E MÉDIO

Luiz Carlos Jafelice

Resumo


Este trabalho se destina a pedagogos e professores de geografia, ciências, biologia e física da educação básica. Ele discute a importância da adoção da perspectiva antropológica no trato de assuntos considerados do âmbito da astronomia e apresenta propostas de práticas para quem quiser introduzir astronomia cultural na educação básica – do início do 1º ano do ensino fundamental ao final da 3ª série do ensino médio, seja na educação formal ou não formal. O trabalho é proposto no contexto de uma educação ambiental holística e transdisciplinar. Esta abordagem valoriza sobretudo o vivenciar e visa uma educação humanística, acolhedora de diversidades epistemológicas e culturais. As práticas sugeridas também podem ser usadas com proveito para encaminhar trabalhos de inclusão de conteúdos das culturas indígenas e afrodescendentes brasileiras no currículo, conforme a nova legislação exige. As orientações oferecidas passaram pelo crivo de situações escolares reais.


Palavras-chave


Abordagem antropológica; Astronomia cultural; Educação ambiental; Culturas indígenas e afro-brasileiras; Ensino de Geografia; Ensino de ciências.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.37156/RELEA/2015.19.057

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1806-7573

Creative Commons License 
Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons.
Indexado em: