Histórico do periódico

A educação científica tem recebido crescente atenção nas últimas décadas e mais acentuadamente ainda nos últimos anos. Isto decorre de duas constatações simultâneas. Por um lado, a complexa rede de elementos vitais que permeiam nossas vidas hoje em dia é totalmente fundamentada em princípios tecno-científicos. Por outro lado, as pessoas, em geral, têm uma formação muito deficiente nesses assuntos, aquém do necessário para o exercício responsável da cidadania.

Esse quadro tem causado muita preocupação entre educadores e pesquisadores das ciências e tem desencadeado muitas iniciativas visando reverter essa situação e criar instâncias que favoreçam uma formação de maior qualidade e eficiência em ciência e tecnologia. Isto tudo, porém, tentando evitar o erro, cometido durante muitas décadas, de fragmentar e hierarquizar os vários domínios da ciência e de apartar as áreas humanas das ciências exatas e naturais.

Assim, o desafio atual é empreender a reversão desse preocupante quadro de analfabetismo científico, sem perder de vista uma formação essencial também nas áreas de humanidades, que propicie uma reintegração entre as culturas humanística e científica. Espera-se com isto garantir que conteúdos fundamentais na relação do ser humano com seus semelhantes e o meio ambiente, como ética e solidariedade, sejam diretrizes centrais em qualquer iniciativa educacional, inclusive, e de modo mais urgente e crítico, quando se tratar de educação científica.

Inspirados por esses motivos e baseados em suas experiências de muitos anos voltados para o ensino e divulgação da Astronomia, em seus variados níveis e para atendimento a públicos com diferentes perfis, em diversos contextos de ensino formal e não-formal, um grupo de profissionais decidiu criar a presente Revista Latino-Americana de Educação em Astronomia (RELEA).

Por questões operacionais e de custos, e para garantir o maior acesso possível à mesma, decidiu-se que ela seria uma revista on-line. A RELEA foi lançada em 2004 e até 2007 foi hospedada nos servidores do Instituto Superior de Ciências Aplicadas (ISCA), com sede na cidade de Limeira (São Paulo, Brasil). Atualmente, o endereço eletrônico da RELEA está hospedado nos servidores da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), sediada na cidade de São Carlos (São Paulo, Brasil), e a previsão é de lançamento de duas edições por ano.

Outro fator que colaborou nesta iniciativa foi a existência de um esforço internacional, já há alguns anos, no sentido de debater e procurar avanços no que diz respeito à Educação em Astronomia. Nesse panorama existem, em vários continentes, sociedades e publicações que tratam especificamente do ensino de Astronomia. Com efeito, na época, a “Association for Astronomy Education”, na Europa, publicava a revista “Gnomon”; a “Astronomical Society of the Pacific” (ASP), que publica “Universe in the Classroom”, e na Ásia havia a publicação “Teaching Astronomy in Asian Pacific Region”. Posteriormente foi lançada a revista eletrônica "Astronomy Education Review" que publicou edições entre 2004 e 2013. Ainda em termos mundiais, a Comissão 46 da União Astronômica Internacional (IAU), anteriormente chamada “Teaching of Astronomy”, atualmente “Astronomy Education and Development”, publica o “IAU Commission 46 Newsletter”, também on-line.

O que se constata desta sucinta relação é que não existe instituição nem publicações específicas em Educação em Astronomia que reúnam experiências e propostas dos países da América Latina.

Mencionamos também que há alguns anos Paulo S. Bretones, em suas atividades na Coordenação da Seção de Ensino e Divulgação de Astronomia da Liga Iberoamericana de Astronomia (LIADA), em uma correspondência com o presidente da Comissão 46 da IAU à época (10/06/97), John Percy, recebeu deste a seguinte sugestão: "... com respeito à LIADA, alguém recentemente me perguntou se há algum grupo organizado envolvido com ensino de Astronomia na América Latina, semelhante ao grupo sobre 'Ensino de Astronomia na Região Pacífico-Asiática'. Talvez seu grupo poderia desempenhar aquele papel." Desde aquela época começamos a reunir esforços para a publicação de uma revista que tivesse a abrangência e o perfil citados.

Dessa forma, a revista cogitada seria um espaço para publicação de trabalhos de educação em Astronomia e mostraria a produção dos países da América Latina na área. Ela visaria um público de educadores e pesquisadores que se interessam pelo ensino de Astronomia, professores de todos os níveis e interessados de modo geral. E visaria também fomentar o desenvolvimento de pesquisas na área de Educação em Astronomia, que são praticamente inexistentes no Brasil e nos países latino-americanos em geral.

O lançamento e divulgação iniciais da idéia e preparativos referentes a esta Revista foram feitos na Assembléia da XXVIII Reunião Anual da Sociedade Astronômica Brasileira (SAB), em Florianópolis (Santa Catarina, Brasil), em agosto de 2002. A Revista, contudo, é importante frisar, não tem qualquer vínculo com essa Sociedade. A SAB foi bastante receptiva para permitir a divulgação desta iniciativa séria, feita por alguns de seus sócios, por entender que a mesma poderia interessar a outros sócios e à comunidade em geral e trazer contribuição positiva para a área de ensino. Contudo, embora a SAB tenha acatado tal divulgação e os Editores e a maioria dos brasileiros do Corpo Editorial da Revista seja composta por sócios efetivos da SAB, a Revista não representa esta Sociedade em nenhuma instância, não é tutelada por ela, nem mantém com ela nenhuma relação formal, explícita ou implícita. Os conteúdos e gerenciamento da RELEA, portanto, são de responsabilidade exclusiva de seus Editores e Corpo Editorial, sem qualquer envolvimento com a SAB.



ISSN 1806-7573

  Creative Commons License Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons.

 

 

Indexado em: